Pesquisadores do MIT desenvolvem sistema CAD ou malhas 3D de engenharia reversa

Cameron Coward Blocked Unblock Seguir Seguindo 4 de janeiro

O desenho auxiliado por computador (CAD) é a base de praticamente todos os produtos modernos e é usado para criar as malhas 3D que você baixa como arquivos STL quando quiser imprimir algo em 3D. Mas, se você já tentou modificar um arquivo STL que encontrou online, sabe que eles são inadequados. Um arquivo STL armazena apenas a forma final de um objeto – não cada etapa que levou a ele. No entanto, um novo sistema desenvolvido por pesquisadores do MIT pode possibilitar a engenharia reversa dessas malhas 3D em arquivos CAD editáveis.

O software CAD paramétrico armazena informações sobre cada etapa do processo de modelagem em seu formato de arquivo nativo; é aí que entram os parâmetros. Cada sólido primitivo usado para formar o design final é definido por um conjunto de parâmetros. Mas, assim que esse design é exportado como uma malha 3D , essa informação é perdida. A menos que você tenha acesso ao arquivo de design original, não há uma maneira fácil de modificar o design. Tudo o que você pode fazer é usar o software de modelagem de malha para tentar esculpir o novo formulário, o que é difícil de fazer com qualquer precisão.

O software desenvolvido pelo MIT é capaz de desconstruir essa malha em um conjunto de primitivos, que podem ser modificados com facilidade. Usando uma técnica chamada “síntese de programa”, o sistema determina quais primitivas podem ser mescladas para corresponder à malha final do objeto. Atualmente, ele pode selecionar esferas, cilindros, cubos e toros em forma de anel, mas seria possível adicionar outros primitivos no futuro.

Com um software como esse à sua disposição, os projetistas podem fazer engenharia reversa e modificar objetos 3D, mesmo que tenham acesso somente aos arquivos de malha STL. Também possibilitaria a transferência de desenhos entre vários programas CAD – uma tarefa que hoje é notoriamente incerta.

Texto original em inglês.