Sou eu?

Greg Thomas em É sua vez Siga Jun 25 · 2 min ler

Por que esse é o nosso primeiro instinto?

Quando algo dá errado, por que é que começamos a sair dos portões?

Mas quando algo dá certo, quando algo funciona, quando algo está indo bem – olhamos para os outros, procuramos compartilhar as boas novas e o sucesso com os outros.

Mas quando é ruim, somos todos nós que é ruim, é tudo culpa nossa, todo o nosso fracasso, todo o nosso erro.

Nós somos nossos próprios críticos mais duros.

Somos a voz na parte de trás de nossas cabeças que sempre nos lembrará quando estivermos errados.

Nós somos os pensamentos aleatórios que nos mantêm acordados à noite, perfurados por um sono frio.

Precisamos ser melhores para nós mesmos.

Eu não sei se esse comportamento pode mudar. Para cada obstáculo que encontro, invariavelmente olho para dentro, porque é aí que tudo começa, a decisão de assumir o problema, a aceitação de ficar com ele e o objetivo de não desistir.

Mas, talvez, em vez de começar com "É eu?", Podemos começar com algo mais direto, que não faz uma pergunta, mas dá a resposta e direção em uma declaração, mudando a conversa.

Wsou eu.

Eu quem vai consertar isso.

Eu quem vai encontrar a solução.

Eu quem vai liderar a mudança.

Eu quem vai ver até o fim e dar a volta.

Sou eu?

Com certeza é.