CEO: aprenda o que é e conheça sua função

Escrito em: 27/12/22

A palavra CEO deriva do inglês e significa “Chief Executive Officer”, em sua tradução temos “Diretor Executivo”. Este cargo varia de acordo com o tipo de empresa.

Atualmente, é um dos cargos mais desejados e é comum vermos pessoas querendo ser um CEO, sem nem saber ao certo qual papel que o mesmo desempenha.

Por isso, elaboramos este material para você saber o que é um CEO, e qual a sua principal função em uma empresa.

Chief Executive Officer saindo de sua empresa.
Chief Executive Officer

O que é CEO?

CEO significa “Chief Executive Officer”, como já citamos anteriormente, sua livre tradução é “Diretor Executivo”. Ou seja, este profissional fica responsável pela visão estratégica do empreendimento, ocupando o papel de gestor do negócio.

A pessoa com maior autoridade na hierarquia operacional de uma empresa é o CEO. Vale ressaltar que nem todas as empresas possuem um diretor executivo, pois este cargo é utilizado em empresas de grande porte ou multinacionais que precisam de alguém que represente o todo da organização.

Este termo está bem comum nos meios onde ocorrem as comunicações empresariais, e sua introdução se deu através da globalização e pela necessidade de um profissional com tais habilidades.

Qual a importância do CEO?

O CEO é extremamente importante porque ele representa toda a empresa perante o mercado. Por isso, é necessário que ele possua algumas características específicas, como ser uma pessoa altamente competente.

Além disso, ele precisa acompanhar todas as atividades diárias da organização, para alcançar bons resultados. Principalmente nas empresas cotadas na bolsa de valores, a participação do CEO é fundamental.

Diferença entre CEO e dono

Dono é o proprietário da empresa. Ele é o empreendedor que fundou o negócio, ou seja, é o responsável pela formação da companhia. Além disso, foi pelo seu empenho que a organização se desenvolveu.

No caso do CEO, ele é um cargo que colabora diretamente com o presidente. Ele está acima dos outros executivos C-level.

Assim, este profissional define quais passos a empresa deve tomar e de que forma isso vai ser feito. Porém, vale ressaltar que este cargo serve para ser um parceiro do dono da empresa, ajudando-o a tomar decisões importantes.

Mas, em muitas empresas quem ocupa o cargo de CEO é o próprio dono, pelo fato de ser o maior nível de hierarquia na organização.

Quem está acima do CEO?

Se o dono da empresa não ocupar o cargo de CEO, quem está acima deste profissional é ele, o diretor ou o presidente da companhia.

Em suma, o CEO costuma ser a cara da empresa, atuando como o porta-voz do negócio na imprensa e também na comunidade. Além disso, realiza reuniões com diretores e acionistas para saber como está o andamento das ações.

Quem é o maior CEO do Brasil?

Segundo a Forbes, existem diversos brasileiros que carregam o título de melhores CEOs do Brasil, e neste artigo iremos lhe mostrar os quatro maiores, segundo as estimativas.

São eles:

1 – Alexandre Café Birman

Alexandre Café Birman, CEO da Arezzo, também é o responsável pela virada digital da empresa.

Filho do fundador, Alexandre, além de CEO é designer de sapatos, nasceu em Belo Horizonte no dia 1 de Agosto de 1976. Ele já recebeu prêmios internacionais e seus sapatos foram usados por estrelas de Hollywood, como Jennifer Lawrence e Julia Roberts.

Em 2011, Alexandre Birman, assumiu a presidência da empresa, onde ocorreram diversas aberturas de franqueadas, resultando em grandes saltos para a receita, com muitos lucros e diversos produtos vendidos.

Desde que ele assumiu a presidência, as ações da Arezzo acumularam uma alta de quase 300%. Dessa forma, o valor da empresa no mercado chegou aos R$ 4,8 bilhões, totalizando 750 lojas físicas, e mais de 2.700 pontos de venda, além de 14,5 milhões de pares de sapatos comercializados por ano.

CEO da empresa Arezzo. Posando para uma foto.
O maior CEO

2 – Fabio Faccio

Fabio Faccio, CEO da Renner, preza pela sustentabilidade, inovação e digitalização.

Fabio, iniciou sua carreira na empresa como trainee, avançou e chegou a diretor presidente da Lojas Renner. Segundo o próprio Chief Executive Officer, sua carreira acompanhou o crescimento da companhia.

Sua contratação ocorreu em 1999, e conseguiu o cargo atual no ano de 2019. Durante estes anos ele passou por diversas áreas, relacionando-se com diferentes operações, times, e demandas dos clientes.

Com a gestão de Fabio Faccio, a organização vem sendo destaque na atuação da pauta ESG, pois para ele, os temas relacionados a governança ambiental, social e corporativa, engajam o time e o desafiam a buscar soluções que beneficiam a empresa.

Atualmente, a Lojas Renner tem 640 lojas no Brasil. Além disso, possui unidades no Uruguai e na Argentina.

3 – Gustavo Werneck da Cunha

Gustavo Werneck da Cunha, CEO da Gerdau, tem como meta contratar pessoas melhores e mais brilhantes que ele.

Gustavo, é o primeiro Diretor Executivo da empresa que não carrega o sobrenome Gerdau. A multinacional brasileira possui operações em 9 países, foi fundada há 120 anos pelos controladores atuais. Isso tornava as mudanças ainda mais delicadas.

Porém, 80% das companhias que possuem esse processo acabam fracassando, e para não entrar nessa estatística, alguns dos controladores deixaram de ser executivos.

À frente da Gerdau, Gustavo, vem implementando um processo de mudança desde a redução de níveis hierárquicos até a atualização tecnológica, com migração para a nuvem.

4 – Thiago Maffra

Thiago Maffra, CEO da XP, busca reproduzir o modelo que deu certo no Brasil em uma escala global.

Thiago, além de comandar a startup que se tornou a companhia mais consolidada do mercado financeiro, precisa enfrentar a dificuldade que é ser o sucessor do fundador.

Para ele, isso não é nenhum problema, pois revelou que o fundador ainda se mantém por perto, cooperando na elaboração de estratégias e em negociações com parceiros.

Como um bom mineiro, criado no interior de São Paulo, em Itapevi, nosso CEO confessa que ainda há um caminho longo para a empresa percorrer.

“Nosso faturamento é de R$ 12 bilhões em um mercado que fatura R$ 900 bilhões por ano.” diz Thiago Maffra. Sua estratégia é oferecer cada vez mais produtos e serviços, assim, ir expandindo e fazer com que esse mesmo sucesso nacional ocorra globalmente.

Como se tornar um CEO?

Bom, não existe uma fórmula mágica que faça você se tornar um Diretor Executivo, para que isso ocorra é importante manter sempre o foco nesse objetivo.

Em suma, o caminho para se tornar um CEO pode variar de acordo com a empresa e também com o setor. Porém, preparamos alguns passos que podem lhe ajudar neste processo.

Confira:

– Conclua uma ou mais faculdades

O primeiro passo, sem dúvidas, é concluir algum curso que envolva negócios, finanças e economia. Além disso, um grau avançado pode ser um grande diferencial neste processo.

Um bom exemplo para conseguir diplomas avançados é uma MBA, que pode aumentar as chances de conquistar um estágio ou emprego que te leve ao cargo de CEO.

Atualmente, com o avanço tecnológico, muitas pessoas estão voltando seus interesses para essas áreas, isso pode fazer com que empresas busquem profissionais especializados em tecnologia.

Uma Diretora Executiva (CEO) em seu ecritório.
CEO

– Busque especializações

Existem diversos programas que oferecem aprendizados que podem te ajudar, alguns deles são projetados pelos próprios empreendedores, com o intuito de preparar os indivíduos com as ferramentas necessárias para auxiliar a empresa.

Vale ressaltar que, conforme o tempo passa, as políticas mudam e o mercado passa a exigir novas habilidades. Por este motivo, é importante manter uma educação contínua para tornar-se CEO.

– Adquira experiência

Nós mencionamos bastante a importância de você estudar e se especializar, mas não podemos esquecer de que muitas habilidades só serão percebidas e destacadas no momento da prática.

Então, procure alguma empresa, indústria, ou algum campo que seja de seu interesse.

E este processo de experiência não precisa acontecer só depois de obter alguma formação, você pode trabalhar enquanto estuda ou até mesmo antes de iniciar, podendo se beneficiar com alguma promoção.

Lembre-se de verificar em sites de emprego e avaliações, se na empresa há promoções e crescimento na carreira, pois isso é essencial para se tornar um CEO.

– Conquiste a promoção

Depois de adquirir experiência, você deve buscar ser promovido até o momento em que chegar ao tão sonhado cargo de CEO.

Como nem tudo são flores, você certamente irá se deparar com diversos desafios ao gerenciar equipes e departamentos, mas é necessário se adaptar às novas responsabilidades.

Umas das principais habilidades de um CEO é a capacidade de avaliar seus desempenhos, e assim, fazer algumas mudanças quando for necessário. Este processo pode ser feito por meio de métricas que evidenciem seu progresso.

– Se torne um empreendedor

Alguns CEOs chegaram a este cargo fundando sua própria empresa. Dessa forma, é você quem determina a cultura do negócio, a missão, visão e valores.

Além disso, você acaba mostrando às outras empresas que possui capacidade técnica para liderar e administrar um negócio.

Aprender a trabalhar com tecnologia irá fazer bastante diferença para você neste processo de construir equipes e de se desenvolver ao longo dos anos. Se você se destacar pode se tornar CEO de uma empresa maior.

Vantagens de ser CEO

Existem diversas vantagens em ser um CEO, esses profissionais acabam sendo bem caros para as empresas, mas também não poderia ser diferente, pois as tarefas não são nada fáceis.

Confira algumas de suas principais vantagens:

  • Possui seguro-saúde em nível executivo;
  • Participa dos lucros da empresa;
  • Ganha bolsa de estudo internacional;
  • Tem mentorias;
  • Decide com quem trabalhar;
  • Monta o seu próprio time;
  • Se torna a cara da empresa.
CEO em seu escritório, utilizando ocelular.
CEO

Cargos C-level

Os cargos C-level são os mais altos da administração estratégica de uma empresa, são eles que tomam as decisões mais importantes.

Assim como o CEO, existem diversas outras siglas que já estão bem presentes no mundo corporativo. Agora, iremos lhe apresentar as principais. São elas:

CFO – Chief Financial Officer

CFO é a sigla de Chief Financial Officer que em sua livre tradução significa “Diretor Financeiro”, é um cargo muito importante para a empresa, pois ele é o profissional que comanda as finanças do negócio.

O CFO corresponde diretamente ao CEO, e a partir das estratégias passadas pelo presidente, ele começa a definir as responsabilidades do setor financeiro.

Suas principais responsabilidades são:

  • Monitorar fluxo de caixa;
  • Sustentar uma estrutura financeira condizente com o planejamento estratégico;
  • Avaliar o ambiente em curto, médio e longo prazo;
  • Utilizar métricas, indicadores e números.

COO – Chief Operating Officer

COO é a sigla para o cargo de Diretor de Operações, ou seja, é o profissional responsável por todas as principais atividades que geram receita para o negócio. Além disso, também é o responsável por cuidar do comercial.

O COO é o braço direito do CEO, e normalmente é ele quem se torna o sucessor. Dessa forma, é ele quem concretiza as estratégias desenhadas pelo conselho administrativo.

Suas principais responsabilidades são:

  • Ter controle do mercado;
  • Colaborar com outras funções para manter as atividades funcionando;
  • Conduzir a excelência operacional, cultural e tecnológica;
  • Gerenciar talentos de forma criativa.

CIO – Chief Information Officer

CIO é a sigla de Chief Information Officer, em português, Diretor de Tecnologia. Este cargo é ocupado pelo profissional mais experiente em tecnologia da informação.

O CIO reporta-se ao CEO, ao COO, ou ao CFO. E assim como eles, compõe o comitê executivo da organização.

Vale ressaltar que o CIO não é o mesmo que o CTO (Chief Technology Officer), pois ele foca nos sistemas internos da empresa, enquanto o CTO tem a sua função associada aos clientes externos.

Suas principais responsabilidades são:

  • Administrar recursos, equipe e estruturas da área de TI;
  • Fazer com que a empresa utilize o máximo da informática para alcançar suas metas;
  • Usar a tecnologia para desempenhar um papel estratégico;
  • Supervisionar a compra e implementação dos produtos TI.

CMO – Chief Marketing Officer

CMO é o cargo de Diretor de Marketing. São os profissionais que coordenam e administram todas as ações de marketing da empresa. Em suma, eles cuidam da marca e trazem resultados com tecnologia.

Antes, era visto apenas como um supervisor de “fazer propagandas”, mas atualmente o CMO cuida da comunicação institucional, e também do relacionamento com o cliente.

Suas principais responsabilidades são:

  • Gerenciar e coordenar a equipe de marketing;
  • Possuir inteligência competitiva para definir as estratégias de marketing;
  • Planejar estratégias para mídias e canais de comunicação;
  • Construir a imagem e a mensagem da marca.

CTO – Chief Technology Officer

CTO é o Diretor de Tecnologia, e é bem efetivo em companhias que atuam de forma digital. Em suma, este profissional se reporta ao CIO por possuírem atividades semelhantes.

O CTO é o executivo que cuida da geração de valor na área de tecnologia de uma determinada empresa. Além disso, ele precisa ter conhecimento técnico em administração, e também boa comunicação.

Suas principais responsabilidades são:

  • Supervisionar a tecnologia;
  • Definir, decretar e acompanhar as metas no que diz respeito à tecnologia;
  • Criar e administrar uma equipe técnica;
  • Monitorar as tendências.

CHRO – Chief Human Resources Officer

CHRO é o Diretor de Recursos Humanos, ou seja, todas as ações voltadas à gestão de pessoas são gerenciadas por este profissional. Além disso, ele também cuida do processo de seleção, clima e cultura da empresa.

Dessa forma, o CHRO é um líder que atua em prol dos colaboradores, em busca de gerar bons resultados para a organização.

Suas principais responsabilidades são:

  • Desenvolver líderes;
  • Focar na carreira dos colaboradores, trabalhando e resolvendo dificuldades;
  • Formular e implantar estratégias de gestão de pessoas;
  • Coordenar orçamento reservado para o RH.

Considerações finais

Em conclusão, é importante saber que um CEO precisa estar disposto a correr riscos, além de conseguir analisar cenários de forma rápida.

Dessa forma, sempre que for necessário retorne neste material para conferir algum tópico. Além disso, vale lembrar que todo o aprendizado precisa ser posto em prática para que funcione, e para que assim você tenha uma carreira de sucesso.

Qual faculdade o CEO faz?

O CEO precisa fazer faculdade com foco em economia, finanças, liderança, marketing, vendas, gestão de pessoas e gestão de projetos.

Quem pode trabalhar como CEO?

Na verdade não existe alguém específico que pode se tornar um CEO, o que existe são alguns requisitos essenciais para poder assumir este cargo.
Em suma, entre os requisitos estão: uma formação estável e experiência no mundo corporativo.

Quanto tempo leva para ser CEO?

A princípio, não existe um tempo certo para se tornar um CEO. Vai depender do tempo de duração dos cursos que você fizer e também do tempo de empresa.
Por isso, é importante que você ingresse em uma empresa quando estiver em formação, como citamos no texto.

Quantos CEOs uma empresa pode ter?

Antes de mais nada, você precisa saber que normalmente as empresas possuem apenas um CEO. Porém, existem algumas empresas que denominaram um profissional para Co-CEO.
Segundo as mesmas, quando os dois (CEO e Co-CEO) trabalham juntos, os resultados tendem a ser melhores.

Quem escolhe o CEO?

Em suma, quem escolhe o CEO são os acionistas, representados por um comitê administrativo. Além disso, é esse grupo que fica responsável pela fiscalização da empresa.

Rafaela Konze

Rafaela Konze

Rafaela Konze é analista de marketing na Zipline e responsável pelo blog e redes sociais do Agatetepe. Assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos por e-mail!

Você também pode gostar…

Copywriting: Faça o seu memorável com o número três

Redatores e profissionais de marketing, qual é o seu número favorito? Se não é '3' (três), será no final deste artigo. Então pare, olhe e ouça. Os consumidores estão se tornando cada vez mais céticos em relação ao mercado fragmentado....

8 razões pelas quais a estratégia de marketing de conteúdo da sua empresa é uma droga

“Não acredito que os mansos herdarão a terra; os mansos são ignorados e pisoteados.” - Sylvia Plath, poeta americana Os consumidores hoje assistem a vídeos, ouvem podcasts, lêem posts de blog, passam o tempo pesquisando um fluxo infinito...

Teste de e-mail marketing: sua arma secreta

Ao adotar a abordagem correta para o teste de e-mail marketing direcionado, os profissionais de marketing por e-mail podem reduzir muito o risco e, ao mesmo tempo, aumentar a recompensa em potencial. Toda equipe de vendas sabe priorizar o...

Não estrague sua taxa de conversão com esses 10 erros UX

Por que alguns sites ganham constantemente classificações de popularidade e outros não atraem usuários, apesar de gastarem muito tempo e dinheiro? A razão mais importante é a maneira como eles são configurados para interagir com os...

Jeff Bezos: Os 5 Princípios Mais Importantes para o Sucesso

“Se você é bom em corrigir, errar pode ser menos caro do que você pensa.” – Jeff Bezos Ame ou o odeie, Jeff Bezos é uma das maiores histórias de sucesso na história do empreendedorismo. Afinal, ele que viu a necessidade de livros serem...

11 lições surpreendentes de 1000+ postagens de blog

Se você soubesse o que sabe agora, você teria feito algo diferente? Que poderia ter facilitado a jornada? A primeira lição é a mais importante. É mais uma mentalidade do que uma tática ou estratégia. 1. Vitória vem da exploração Como você...

Logotipo do McDonald’s: A história do design

A maior rede mundial de fast-food, o McDonald's, é quase mais famoso por seu logotipo do que por seus alimentos de dar água na boca. Fundada pelos dois irmãos, esta marca de fast-food está entre as marcas mais valiosas do mundo. Mas, uma...

Empreendedorismo é para você: 20 perguntas a se fazer

O sonho do empreendedorismo existe nas mentes dos ambiciosos, aqueles que acreditam que podem alcançar as estrelas. E em suas mentes, eles podem ver isso. Eles sabem o que querem construir – e se não sabem o que construir, sabem que só...

Casa inteligente: tudo na sua casa está se tornando inteligente

Você provavelmente nunca pensou que precisava de um forno inteligente ou de luzes inteligentes. Mas, logo pode ser difícil encontrar objetos domésticos que não sejam inteligentes e transformem sua casa em uma casa inteligente. Fabricantes...

ChatGPT ganha um rival desenvolvido pelo Google

Gigante da tecnologia (Google) busca rivalizar com Microsoft, que recentemente investiu US $10 bilhões na OpenAI (desenvolvedora do ChatGPT). Google investe US $400 milhões em startup para criar rival do ChatGPT 🌽 Investimento de milhões!...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *