Categorias
Sem categoria

Estratégia do produto: Como ser o produto nº 1 [Guia]

Você é um fundador, gerente de produto, designer de produto em uma empresa de produtos ou alguém que tenha algo a ver com o sucesso de um produto em geral?

Não importa se você é uma startup ou uma empresa estabelecida iniciando um novo produto, dimensionando seu produto ou apenas mantendo seu produto relevante.

E isso quer dizer que você tem problemas. Realmente grandes problemas para lidar, para construir um produto de sucesso.

Como passar de ser um produto em centenas para ser um sucesso? Esta é provavelmente uma das perguntas mais difíceis.

A maioria das equipes se aprofundam demais em detalhes, como obter a interação do usuário e o design visual correto para fornecer a funcionalidade certa e usar as tecnologias certas, enquanto esquece a visão de todo o produto. Uma das coisas que as equipes de produtos bem-sucedidos acertam na fase inicial é a definição da estratégia de produto.

A maioria das pessoas de produtos tem o núcleo errado ao pensar na Estratégia do Produto como um plano ou uma lista de tarefas, mas não é um plano.

A Estratégia de Produto é um sistema de metas e visões possíveis que trabalham em conjunto para alinhar a equipe em torno de resultados desejáveis para os negócios e seus clientes.

Mas esta é uma definição bastante formal da Estratégia do Produto. Isso é o que deveria significar: a Estratégia de Produto define como vamos trabalhar no dia-a-dia para atingir nossas metas de longo prazo.

A estratégia do produto não é algo definido, surge da experimentação em direção a um objetivo. Aprendemos enquanto fazemos as coisas para um determinado objetivo e mudamos nosso plano à medida que aprendemos com o mercado e conforme nossas necessidades de negócios evoluem.

O planejamento é tudo, o plano não é nada – Dwight Eisenhower

4 coisas que as melhores equipes têm no coração

Então, podemos citar quatro coisas que co-fundadores, designers e pessoas responsáveis pelo produto tem em comum:

  1. Visão clara do produto;
  2. Estratégia de produto;
  3. Conjunto de prioridades (trabalhos de alto valor);
  4. Uma maneira de medir os resultados.

Estratégia do produto: O que é uma visão de produto ou empresa?

Melissa Perri explicou quando disse:

A visão é o seu alto nível, visão final de onde a empresa ou a linha de negócios está indo. Em grandes corporações, você deseja restringir isso à linha de negócios ou à jornada do cliente. Em empresas menores, essa será a visão geral de sua empresa e produto. Pense a longo prazo aqui e mantenha-o qualitativo. Esta é uma boa oportunidade para falar sobre os concorrentes, como os clientes irão vê-lo e as ambições de expansão.

Assim, a Estratégia do Produto é definida como uma interseção de metas de negócios, necessidades do mercado e os principais recursos do produto.

Estratégia do produto

Estratégia do produto: O mercado e as necessidades do mercado

O mercado descreve quem são nossos clientes-alvo e usuários de seu produto. Estas são as pessoas que provavelmente pagarão por este produto para usá-lo.

As necessidades do mercado são sobre problemas que seu produto está resolvendo, pense no Twitter, ele ajuda as pessoas a compartilharem seus pensamentos em um limite de palavra de 280 caracteres, mas e se seus pensamentos tiverem mais de uma coisa?

Você adivinhou. Você tem blog ou Medium para isso. Não é novidade que os fundadores do Médium são os mesmos do Twitter. Portanto, pense no LinkedIn, que ajuda as pessoas a encontrar um emprego.

O processo de descoberta de produto é extremamente necessário nesse momento.

Assim, as necessidades do mercado são o problema que você está tentando resolver com o seu produto.

As principais características e as inovações

Para os principais recursos e as inovações precisamos levá-lo de volta a 9 de janeiro de 2007. Esta é a data em que Steve Jobs lançou o primeiro iPhone. 

Todos aplaudiram. Não pelo iPhone, mas porque Steve o dividiu com os recursos principais, um tocador de música, um dispositivo de chamada e um dispositivo de acesso à Internet.

Estes são os aspectos do seu produto que são cruciais para resolver o problema principal ou criar o benefício principal e que fazem com que as pessoas o escolham em vez das ofertas do concorrente.

Assim, não crie um mini backlog ou uma lista de desejos. Em vez disso, concentre-se em três a cinco aspectos-chave que fazem as pessoas comprarem e usarem o produto.

Outro exemplo é o navegador Google Chrome, com foco em velocidade, segurança e simplicidade.

Objetivos de negócio

As metas de negócios definem como seu produto beneficiará sua empresa ou a Organização. O benefício será receita direta, ajudar a vender outro produto ou serviço, reduzir custos ou aumentar o valor da marca?

Assim, depois de definir as metas comerciais corretas, ela também ajudará a definir os principais indicadores de desempenho (KPIs), que, por sua vez, ajudarão você a avaliar o progresso e a direção.

Vamos pegar o iPhone e o navegador Google Chrome mencionado anteriormente. Enquanto o iPhone gera a maior parte da receita da Apple, o navegador Chrome não ganha nenhum dinheiro direto para o Google. Mas permite que a empresa controle o modo como as pessoas acessam a Internet e reduz a dependência do Google em navegadores de terceiros, como o Opera, o Firefox, da Mozilla, e o Internet Explorer, da Microsoft. Ambos são importantes benefícios para os negócios.

Agora, como você sabe o que é a Estratégia do produto e o que ela constitui, aqui está um conjunto de perguntas para avaliar sua estratégia de produto:

Nossa estratégia deve responder às seguintes perguntas:

  • Para quem é o produto e por que as pessoas gostariam de comprar e usá-lo?
  • O que é o produto e por que ele se destaca?
  • Quais são os objetivos do negócio e por que vale a pena para a sua empresa investir nele?

Texto publicado originalmente em How to be #1 Product in 2019: Product Strategy [Guide] por Rohan Mishra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.