Categorias
Sem categoria

SaaS: Tudo que você precisa saber sobre Software as a Service

Você já ouviu alguém falar sobre SaaS, e não faz ideia do que se trata? Saiba que veio ao lugar certo.

Este material está tão completo que até quem acha que sabe o que é SaaS, vai descobrir que ainda tem muita coisa nova para aprender. Além de conhecer a forma correta de aplicar todos estes conhecimentos.

Então, aproveite e se atente aos detalhes destas instruções, como o próprio título já diz, aqui você vai aprender tudo o que precisa sobre SaaS.

O que é SaaS?

SaaS é a sigla para “Software as a Service”, que traduzindo temos a seguinte frase: “Software como serviço”. Ou seja, trata-se de um serviço por meio de softwares e soluções tecnológicas.

Dessa forma, seu empreendimento não necessita de instalações, nem atualizações, pois os acessos são simplificados, necessitando apenas de acesso a internet.

A responsabilidade de manter a segurança dos dados, e a manutenção dos aplicativos de SaaS é dos próprios desenvolvedores. Além disso, eles precisam oferecer aos clientes facilidade ao usar o aplicativo.

O que são empresas SaaS?

São consideradas empresas SaaS aquelas que oferecem serviços através de aplicativos. E neles podem ser realizadas diversas atividades remotas.

Porém, pela necessidade de estruturação, essas empresas necessitam de um espaço físico. Mesmo que seus serviços sejam online. 

Um exemplo clássico dessas empresas é a Netflix, que muitos de vocês provavelmente sejam clientes. E ela disponibiliza um serviço de streaming, onde você pode assistir filmes e séries através de um aplicativo pela tv, computador, notebook ou dispositivos móveis.

SaaS

Quais os benefícios das empresas SaaS?

As empresas SaaS vem crescendo cada vez mais, e um dos motivos é pelas inúmeras vantagens que envolvem este modelo.

Então iremos mostrar para vocês alguns destes benefícios.

Custos reduzidos

Como citamos anteriormente com o exemplo da Netflix, ficou claro que para contratar os serviços das empresas SaaS, não é necessário executar muitos processos que eram feitos antigamente. 

Você não precisa comprar software, nem obter licença para utilizá-lo, nem gastar com manutenção e infraestrutura de TI. 

Fácil acesso

Não precisa de muito, somente de acesso à internet. É isso mesmo, sua empresa só precisará de internet para usar o SaaS.

Isso abre a possibilidade de você utilizá-lo em qualquer lugar, independente do dispositivo, pois todos os dados do SaaS são armazenados em nuvem.  E mesmo com esses diferentes lugares de acesso, nada é perdido, como ocorria com softwares tradicionais.

Atualizações feitas automaticamente

Como trata-se de um software como serviço, não é necessário pagar por novas atualizações, nem precisa de toda aquela novela que ocorria quando tinha que aguardar um técnico ir até seu escritório.

Como o sistema está hospedado na internet, as atualizações são automáticas. É claro que podem ocorrer alguns problemas de execução do software, mas a assistência técnica também é feita remotamente.

Além de agilizar os processos, isso acaba facilitando o manuseio e o uso dos sistemas. Permitindo que haja um bom aproveitamento de tempo. 

Integração com outros sistemas de forma simplificada

A maioria dos softwares de SaaS são criados para permitir integração com outros sistemas, é uma de suas grandes vantagens. 

Por meio do acesso às Interfaces de Programação de Aplicativos (APIs), você pode efetuar essa integração. Fazendo com que a experiência ao usar o seu aplicativo, seja ainda mais incrível. 

Oferta de diversos pacotes

A sua empresa pode oferecer diversos pacotes de utilização com funções distintas. Onde os preços podem variar, e o cliente pode escolher aquele que possui o melhor benefício conforme o seu orçamento.

E é possível ser feito também um upgrade, quando um cliente desejar ter os seus benefícios melhorados.

Pagar apenas pelo que usar

O preço é uma das principais vantagens de usar um SaaS. Isso faz com que a sua empresa, ou seu cliente, pague somente pelo serviço que utilizar.

Por se tratar de uma assinatura, pode ser utilizado pelo tempo que for necessário. E ocorre o mesmo processo para encerrar a assinatura.

Software X SaaS

Bom, é bastante citado o software enquanto estamos falando de SaaS. Por isso, neste tópico iremos lhe mostrar as principais diferenças entre softwares e SaaS.

Vamos começar pela hospedagem de dados, essa é uma das principais diferenças.

Enquanto os softwares convencionais precisam ser instalados na empresa contratante, o software como SaaS necessita apenas de acesso a internet para que os processos sejam realizados.

Além disso, outra diferença que irá definir se um software está sendo utilizado para realizar algum serviço, é que ele será desenvolvido para ser acessado por um navegador ou através de dispositivos móveis.

Existem desvantagens em uma SaaS?

Como nada alcançou o patamar da perfeição, as empresas SaaS também possuem alguns pontos que não são tão positivos quanto o esperado.

Por exemplo, para se manter disponíveis, as SaaS consistem em uma solução que depende da computação em nuvem. E se caso falhar um servidor em que o SaaS esteja hospedado, toda a operação cairá junto.

Além disso, é sempre importante checar a confiabilidade do fornecedor antes de adquirir um SaaS. Pois em alguns podem ser encontradas vulnerabilidades que prejudiquem a segurança de dados. 

Soluções para desafios do modelo SaaS

Existem alguns desafios ao se fazer uso de um software como serviço. Podemos citar, por exemplo, a definição de ticket médio, o ajuste de mercado, a redução da taxa de rejeição, e a retenção de clientes, entre outros.

Uma das soluções para estes desafios é testar abordagens verticais (termo usado para descrever um setor específico que foca em um nicho específico) de negócios ao contrário das horizontais (atendem as necessidade dos clientes de diversos setores, e não somente de um setor específico). 

Além disso, uma outra solução viável é a criação de um produto que gere valor para os seus clientes desde o início de seu planejamento.

SaaS

O que significam os termos SaaS, IaaS, FaaS, PaaS, BaaS, HaaS?

A revolução da computação em nuvem trouxe diversos modelos de negócio. E com isso temos diversas soluções em nuvem que geralmente são agrupadas em categorias de serviço conforme os recursos que apresentam aos consumidores. 

Veja algumas delas:

SaaS – Software as a Service

Não queremos ser repetitivos, mas vale ressaltar que SaaS é a sigla para Software as a Service, e trata-se de softwares que são oferecidos como serviço e não como produto.

IaaS – Infrastructure as a Service

IaaS é a sigla para Infrastructure as a Service. Ou seja, trata-se de infraestrutura como serviço. Pois é um tipo de serviço de computação em nuvem que oferece possibilidade de gerenciamento de infraestruturas fundamentais da computação. 

Assim, os usuários podem usufruir de recursos como processamento, memória, armazenamento, máquinas virtuais, banco de dados, e servidores online, pois todos estes estão hospedados na nuvem.

Cada recurso é oferecido como um item separado, e você só paga especificamente por aquele que utilizar e somente durante o tempo de uso.

FaaS – Function as a Service

FaaS é a sigla para Function as a Service, e trata-se de função como serviço. Ou seja, permite que desenvolvedores criem, executem e gerenciem aplicativos e recursos, sem a necessidade de uma infraestrutura complexa.

Além disso, outra vantagem que um FaaS proporciona é o preço para os usuários e desenvolvedores. 

PaaS – Platform as a Service

PaaS é a sigla para Platform as a Service, e refere-se a uma plataforma como serviço. Também chamado de Application Platform as a Service, é o modelo que fica entre SaaS e IaaS. 

Trata-se do ambiente de desenvolvimento e implantação completo na nuvem, com recursos que permitem que você forneça desde aplicativos simples até os mais sofisticados habilitados para a nuvem.

BaaS – Backend as a Service

BaaS é a sigla de Backend as a Service, e traduzindo temos backend como serviço. Ou seja, trata-se de um serviço que automatiza o desenvolvimento do backend, através da terceirização dessas funções.

Podemos dizer que ele funciona como uma ponte entre o backend (processo interno) e frontend (partes externas como o visual ou a integração com usuários) de uma aplicação. 

Com isso, o BaaS auxilia os desenvolvedores a acelerar a criação de aplicações web e mobile, fazendo-os trabalhar menos e facilitando a produção dos APIs.

HaaS – Hardware as a Service

HaaS é a sigla para Hardware as a Service, que nada mais é do que um hardware como serviço. Sua função é fazer com que os usuários possam utilizar recursos de hardware como espaço de armazenamento, processamento e impressão, como um serviço de nuvem.

Quais empresas utilizam o SaaS?

Para que você possa compreender um pouco mais sobre SaaS, agora listamos algumas empresas que utilizam software como serviço.

Dropbox

É um serviço de armazenamento e partilha de arquivos. Ele reúne sincronização de arquivos, oferece armazenamento em nuvem e atalhos na web. É liberado 2G para serem usados gratuitamente. 

Google Drive

O Google Drive é um serviço de armazenamento seguro e pessoal que pode ser compartilhado, e foi lançado em 2012 pelo Google.

Tem como função o armazenamento em nuvem de fotos, planilhas, arquivos, documentos de textos e apresentações. Tudo ocorre de forma online, não necessitando de nenhuma instalação de software.

Salesforce

É uma empresa americana que cria softwares, mas ficou mais conhecida por desenvolver o CRM em nuvem. Suas soluções tem o foco em atendimento ao cliente, marketing, comunidades, inteligência artificial, entre outros processos de empreendimentos.

O CRM em nuvem substituiu os sistemas tradicionais em computadores e servidores. Atualmente possuem mais de 150 mil clientes.

Google Analytics

É o servidor gratuito de monitoramento de Marketing Digital do Google. Ele coleta dados de acesso, processamento e navegação em sites e aplicativos, através dos códigos de rastreamento.

Zendesk

É uma empresa que aluga softwares e serviços em nuvem de atendimento ao cliente. Ele organiza e monitora todas as solicitações de suporte ao cliente, sejam elas provenientes de qualquer canal.

Netflix

É uma plataforma de streaming global que fornece filmes e séries. É um dos serviços de streaming que mais tem crescido nos últimos anos. Além de oferecer grandes sucessos da TV e do cinema, a empresa também tem produção própria.

A empresa oferece diferentes planos, seu início é por meio de uma assinatura e depois os pagamentos são de forma recorrente.

SaaS

Empresas brasileiras que utilizam o SaaS

Não é só “os states” que possuem suas SaaS, nosso país tropical também. Pois algumas empresas brasileiras oferecem um software como serviço. 

Veja agora alguns destes empreendimentos que nasceram no Brasil:

eGestor

O eGestor é uma empresa que oferece um software como serviço para gestão de empresas de pequeno e médio porte. 

Toda a função do sistema, consiste em passar para o cliente a segurança de utilizar um sistema que realmente funcione, e que permita gerenciar a sua empresa com facilidade, mantendo o controle de todos os dados necessários.

Clicksign

É uma empresa que executa a autenticação de assinaturas digitais, substituindo as assinaturas físicas em papéis.

Além da autenticação de assinaturas digitais, a Clicksign traz consigo as soluções para automação e integração para otimizar o trabalho das empresas contratantes.

Arquivei

Essa empresa também atua gerenciando documentos. Automatizando a análise de documentos fiscais. Atualmente essa SaaS é parceira do Ministério da Economia, realizando estudos e projeções de mercado.

5 dicas para alcançar o sucesso com SaaS

Confira algumas dicas que vão permitir que sua empresa se torne ainda mais competitiva no mercado e se destaque com um grande diferencial.

1 – Defina qual problema deseja solucionar

É essencial que sua empresa saiba que conhece a dor de sua persona, para que assim possa ofertar um produto que irá suprir suas necessidades. 

Para descobrir qual o problema de seus clientes, você pode fazer uma pesquisa de mercado, além de enquetes e também através de análises na concorrência. Assim você estará presente para seu público, pois eles precisam ter a certeza que seu negócio é a melhor opção.

2 – Torne-se essencial para seus clientes

Sua empresa precisa estar presente na vida de seus clientes, e isso só ocorrerá se eles sentirem segurança em seus serviços. Isso vai além de solucionar seus problemas.

Podemos citar as empresas de streaming, como a Netflix (vamos usá-la de exemplo novamente). Essa empresa se tornou presente no dia a dia de seus clientes durante a pandemia, pois os cinemas estavam  fechados e a única forma de acessar os filmes, até mesmo alguns lançamentos, foi através desse SaaS.

3 – Participe da utilização de seu serviço

Somente a venda de seu serviço não é o suficiente para garantir que os clientes estejam satisfeitos, você precisa acompanhá-lo durante a utilização.

Através do SaaS você tem acesso às informações de uso do serviço pelos seus clientes, isso pode ser avaliado e se for necessário, alguns processos  podem ser otimizados para que haja uma melhor experiência.

4 – Tenha um suporte eficiente

O suporte aos clientes tem se tornado cada vez mais essencial para o dia a dia de todos os empreendimentos. E é primordial para que uma SaaS se destaque no mercado.

Além de oferecer um serviço eficaz e que corresponda às expectativas de seus clientes, as organizações precisam de um suporte que facilite ao usuário o acesso e o manuseio de seu software.

5 – Receba Feedback

Você provavelmente já pegou algum aplicativo de transporte e logo após a corrida fez uma avaliação, não é mesmo? Bom, isso é nada mais que um feedback. 

Um feedback é algo primordial para o seu negócio, pois ninguém melhor que seus clientes para dizer o que realmente funciona e o que precisa ser melhorado. Então, permita que eles possam dar um feedback referente ao seu serviço.

Considerações finais

As soluções em nuvem, como o SaaS, vieram com o objetivo de revolucionar o modo que as empresas e os usuários se relacionam. Além disso, alterou a forma de vender e comprar, pois é um facilitador tanto para os clientes quanto para a empresa.

As pessoas estão cada vez mais exigentes, e isso faz com que as empresas sintam a obrigação de entregar um serviço mais ágil e eficiente. 

Então fique sempre atento ao mercado, e nunca esqueça que sua preocupação não deve ser somente com as necessidades dos clientes, mas também as necessidades do seu empreendimento para que ele seja ainda mais inovador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.